Não é novidade para ninguém que Minas Gerais é um estado tremendamente conhecido pela sua apurada culinária, não é mesmo? Mas, na maior e mais importante cidade do Estado, existem atrações que vão além da cozinha.

A capital mineira, Belo Horizonte, caracterizada por ser uma das cidades mais importantes e urbanizadas do país, também oferece aos seus moradores e visitantes diversos parques e opções de atividades ao ar livre que podem ser consideradas verdadeiras “áreas de escape” da correria urbana.

Quer saber quais são as opções de parques em Belo Horizonte? Então, acompanhe o artigo!

1. Parque da Serra do Curral

O parque da Serra do Curral é um dos mais indicados para os apreciadores de uma boa aventura e de um belo horizonte. A serra que dá nome ao parque foi eleita, em 1997, como símbolo da cidade e é parte importante da história do estado. Durante a colonização mineira, ela servia como ponto de referência para os viajantes, graças ao seu tamanho imponente.

Recheado de trilhas, mirantes e pracinhas ao longo do percurso, o parque de aproximadamente 400 mil m² é um espaço perfeito para quem gosta de uma caminhada no silêncio do mato e para quem quer ser agraciado com uma vista panorâmica de toda a cidade.

2. Parque Ecológico da Pampulha

O Parque Ecológico da Pampulha, inaugurado no ano de 2004, é o resultado positivo de uma história de recuperação ambiental. Ele é foi criado graças à retirada e ao agrupamento de milhões de m³ de sedimentos, derivados do assoreamento da Lagoa da Pampulha. A área do parque levou, aproximadamente, 10 anos para se estabilizar fisicamente.

Além disso, no Parque foi construído o Memorial Minas-Japão, que comemora o centenário da imigração japonesa em terras brasileiras.

Atualmente, o parque é composto por 300 mil metros de área verde, repartidos em vários espaços especialmente pensados para o lazer e para a recuperação da flora e da fauna locais e propício para atividades como caminhadas, ciclismo, slackline, soltar pipa e fazer piqueniques.

3. Parque Municipal Américo Renné Giannetti

Conhecido pelos belorizontinos como “Parque Municipal”, este parque é o patrimônio ambiental mais antigo da cidade: foi fundado em 1897, antes mesmo da inauguração oficial da capital mineira.

Em pleno centro da cidade, o Parque Municipal é um reduto de história, paz e, ao mesmo tempo, um refúgio para a fauna e flora silvestre em meio ao ambiente urbano.

Projetado pelo arquiteto francês Paul Villon, o parque de 182 mil m² de vegetação abriga nascentes, aproximadamente, 280 espécies de árvores exóticas e mais de 100 espécies de aves.

Além disso, dentro do parque existe a Chácara do Sapo, local que serviu de residência para o próprio arquiteto francês, para o engenheiro responsável pela construção da cidade, Aarão Reis, e até mesmo para o governador Olegário Maciel.

4. Parque Municipal das Mangabeiras

Localizado no pé da Serra do Curral, o Parque Municipal das Mangabeiras é um dos maiores e mais bonitos parques em Belo Horizonte. Atualmente, o parque comporta a maior área verde da cidade, com cerca de 2 milhões de m² de matas nativas. Repleto de trilhas, o parque é habitat natural de micos, esquilos e outros animais silvestres, que sempre aparecem durante as caminhadas.

O parque ainda comporta quiosques, quadras poliesportivas, brinquedos para crianças até mesmo espaços para shows ou teatros.

Por se tratar de uma mata bastante densa, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que apenas pessoas vacinadas contra a febre amarela façam visitas ao parque.

Os parques mais famosos de Belo Horizonte são também os mais procurados e visitados. Portanto, programe com antecedência a sua ida à cidade. A Saritur oferece o transporte intermunicipal ideal para que sua visita seja tranquila e você possa apreciar a paz que esses ambientes proporcionam em meio ao movimento urbano.

Quer conhecer algum desses parques? Então, não perca tempo e compre já a sua passagem para Belo Horizonte e conheça essas e outras atrações da capital mineira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *