Minas Gerais é um estado cheio de riquezas. Entre elas, estão as cachaças que farão você apreciar os sabores dessa terra com mais alegria

Não é segredo que as cidades mineiras oferecem aos visitantes a possibilidade de conhecer uma cultura riquíssima, degustando sua famosa gastronomia e entendendo melhor a história da construção do país. Das atrações imperdíveis que podem ser aproveitadas no estado, você não pode deixar de conhecer as famosas cachaças de Minas!

O destaque fica por conta do sabor e da qualidade da bebida tipicamente brasileira. Em Minas Gerais, a produção da cachaça é levada muito a sério! Lugares como Salinas, Divinópolis, Betim e a região Sul do estado têm alambiques onde você pode conhecer o processo de fabricação e, claro, degustar.

Quer conhecer essas regiões? Confira nossas indicações para provar algumas das melhores cachaças mineiras!

Salinas

Esse município mineiro é conhecido como a capital nacional da cachaça, ou seja, não vão faltar opções para degustação em Salinas. Uma dica é a Havana, que tem um sabor bem diferente, aliado ao aroma de especiarias bem característico dessa bebida produzida por Anísio Santiago. A cachaça é envelhecida em barris de bálsamo por oito anos e não é fabricada em larga escala, o que a torna mais especial.

Há também a cachaça Canarinha, que foi criada pelos netos de Anísio Santiago, produtor conhecido da região. O aroma é de baunilha e de especiarias e a bebida é envelhecida por dois anos nos barris da produtora. Para atender à tradição, seus criadores mantiveram a simplicidade marcante dos produtos feitos pela família nessa cachaça.

Em Divinópolis

No Centro-Oeste mineiro, você vai encontrar a Ferrador. Seu diferencial é que ela recebeu, ainda em 2005, o selo que certifica sua origem orgânica. Com isso, pode ser vendida no mercado internacional, com ainda mais valor.

Os adubos utilizados no cultivo da cana-de-açúcar, matéria-prima da cachaça, também são orgânicos. A empresa é familiar, mas conhecida por sua solidez entre os produtores mineiros. A produção dessa cachaça de Minas também é feita em pequena escala.

Em Betim

Os tonéis onde é envelhecida essa cachaça brasileira tradicional são de carvalho e a bebida permanece nele por 12 anos. Não à toa, a Vale Verde tem valor alto no mercado e conquista os apreciadores mais requintados.

Além dos diferenciais no processo de produção, seu sabor é único e marcante, com aroma de baunilha, frutas e coco. Para completar, sua fabricação é totalmente sustentável, com sua renda revertida para a preservação do parque ecológico Vale Verde.

No Sul de Minas

Nessa região, vale a pena visitar Santa Rita de Caldas, onde fica o alambique que produz a Prosa Mineira. Ela recebeu nada menos do que a medalha duplo ouro no Concurso Mundial de Bruxelas. Seu processo de envelhecimento leva dois anos se dá em tonéis de umburana.

Aproveite que está no Sul de Minas e visite o alambique da Fazenda Sol Nascente, em Alterosa, de onde sai a cachaça Cana & Lua. Ela foi premiada no mesmo concurso de Bruxelas com a medalha de ouro.

Vale a pena fazer um passeio para conhecer essas famosas e premiadas cachaças de Minas, não é mesmo? O melhor é que você pode visitar todas essas cidades com o Grupo Saritur! Para quem mora no estado, é ainda mais fácil pegar um ônibus com toda segurança nos terminais rodoviários e fazer um ótimo roteiro.

Está pensando em colocar essa viagem no seu planejamento? Aproveite para compartilhar este post em suas redes sociais! Assim você pode encontrar mais companhias para esse divertido passeio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *